Envie agora seu recado!

200
caracter(es) restante(s)

Notícias

Crime: Presos suspeitos do crime do Capão da Manga

Indícios apontam que dois homens de Santo Antônio das Missões teriam assassinado Diéque Ricardo Vieira Teixeira

28 de novembro de 2017 às 09:13
Crime: Presos suspeitos do crime do Capão da Manga
Conforme a Delegado de Polícia Rogério Jung, “as provas e perícias realizadas até o momento, apontaram para estes indivíduos como sendo os autores do crime, diante do que representamos pelas prisões, para melhor esclarecer os fatos”. (foto: Polícia Civil)
O trabalho policial para elucidar o crime de homicídio de Diéque Ricardo Vieira Texeira, 25 anos, encontrado morto dia 19 de outubro às margens de uma estrada no Capão da Manga, interior de Bossoroca segue avançando. Na manhã desta terça-feira, por volta das 6h foram presos dois suspeitos de serem os autores do crime. Os dois homens com iniciais C.R.S.B e E.V.M eles foram encaminhados a Delegacia Regional de Polícia e posteriormente ao presídio de São Luiz Gonzaga 
 
As investigações apontam para a possibilidade de que a vítima foi morta em Santo Antônio das Missões e levada até o local onde foi encontrada pela manhã. Pericias foram solicitadas no carro apreendido e na residência dos suspeitos. Uma semana após o crime, policiais civis e uma equipe da perícia criminal coordenados pelo delegado Rogerio Jung coletaram material em uma residência localizada no Bairro Jardim dos Pampas e em outra no interior de Santo Antônio das Missões, um veículo de propriedade de um dos suspeitos também foi apreendido em São Luiz Gonzaga, o automóvel estava em um Lavacar para higienização completa, o que levantou suspeitas que poderia ter sido usado no crime.
 
Conforme a delegado Rogério, “as provas e perícias realizadas até o momento, apontaram para estes indivíduos como sendo os autores do crime, diante do que representamos pelas prisões, para melhor esclarecer os fatos”.
 

Nesta manhã de terça-feira testemunhas foram ouvidas na DP de Santo Antônio das Missões, as prisões são de carater temporário e as investigações seguem até que a Polícia considere concluído o caso.

 

 

Por Rogerio de Santis Morais

Fonte: Grupo Fronteira Missões/Radio 89,1 FM