Envie agora seu recado!

200
caracter(es) restante(s)

Notícias

IV Caminhada pela Acessibilidade e Entardecer Cultural foi realizado em Santo Antônio das Missões
06 de dezembro de 2017 às 10:24
IV Caminhada pela Acessibilidade e Entardecer Cultural foi realizado em Santo Antônio das Missões
Inúmeras pessoas participaram da 4ª edição da Caminhada pela Acessibilidade (Foto: Jéssica Ourique)

No Dia Mundial da Acessibilidade, ontem, terça-feira, dia 5, o Conselho Municipal das Pessoas com Deficiência (Comped), juntamente com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, Secretaria de Assistência Social e Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), realizaram a IV Caminhada pela Acessibilidade e o Entardecer Cultural em Santo Antônio das Missões.

O objetivo do evento foi evidenciar a importância da acessibilidade para todos os cidadãos e sensibilizar a população sobre as singularidades de cada um.

A caminhada iniciou na Rótula Hiury Batista de Morais, às 18h30min, seguindo em direção ao Largo Evangelista Helgueira de Godoy, onde foi realizado o Entardecer Cultural com mateada.

Durante o protocolo de abertura, foi destacado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência comemorado no dia 3 de dezembro e o espaço de debate que datas como estas proporcionam sobre a acessibilidade que se porta a vários ângulos, arquitetônicos, físico, de comunicação e tecnologias, espaços que devem ser oportunizados para a sociedade, não somente para pessoas com deficiência e limitações, mas também para pessoas idosas. Ainda foi lembrado do Dia do Voluntariado, trabalho este desenvolvido no município pela Apae, Lar do Idoso e Lar da Criança.

Conforme nomeados no protocolo participaram do evento diversas autoridades, igrejas, entidades, comércio local e escolas municipais e estaduais, além do paratleta Denilson Souza.

Durante os pronunciamentos, o prefeito Puranci Barcelos dos Santos agradeceu as autoridades, entidades, escolas e igrejas que incentivaram o evento e parabenizou a comissão organizadora pela ação de desenvolver um dia diferente para conscientização da necessidade  de se falar sempre desta temática, bem como, pelo trajeto e local do evento, pois considerou importante o uso do espaço revitalizado do Largo e do passeio público que está dentro das normas e disponibilizando acessibilidade para todos os santo-antonienses.

A presidente do Comped, professora Vera Belchor agradeceu a todos por participarem e enfatizou a importância de reunir a comunidade para marcar essa data e refletir sobre o significado de ser diferente. Posteriormente, recitou uma poesia.

O paratleta Denilson Souza, esteve presente no evento e relatou um pouco de sua história de vida, as dificuldades enfrentadas durante a adaptação a cadeira de rodas, bem como a superação e a sua rotina na prática de esportes.

Clairton Cesimbra, vice presidente do Comped, destacou que o momento foi de revitalização das energias, especialmente, para as pessoas com deficiência, pois se vê o avanço na questão da conscientização da necessidade de acessibilidade, não só arquitetônica ou física, mas antes de tudo atitudinal. Ele ainda declamou versos de sua autoria.

Entre as apresentações realizadas no Entardecer Cultural esteve o coral da Igreja Assembleia de Deus que apresentou dois hinos, a apresentação da Escola Municipal de Ensino Fundamental Deocleciano Rodrigues da Silva como a dramatização “A caixa do preconceito”, Escola Municipal de Ensino Fundamental Santo Antônio com exposição do projeto “Colcha de retalhos”, Escola Técnica Estadual Achilino de Santis através do CFTG Querência Agrícola apresentou a música Lanceiros Negros, as alunas da Escola Especial Sol Nascente apresentaram uma dança, a professora Solange Batirola, membro da Academia de Letras e suas voluntárias realizaram um teatro com o tema “ Chapeuzinho de cadeirinhas de rodas vermelhas” e a professora Guiomar Terra apresentou dois poemas.

 

Por Jéssica Ourique

Fonte: Grupo Fronteira Missões