Envie agora seu recado!

200
caracter(es) restante(s)

Notícias

Claudete Druzian assume vaga no Legislativo de Santo Antônio das Missões

Vereadora estava na suplência da Coligação tomou posse na Câmara pelo PT após pedido de afastamento de Paulo César Pedroso

05 de junho de 2018 às 16:49
Claudete Druzian assume vaga no Legislativo de Santo Antônio das Missões
Veradora do PT realizou seu discurso ao retornar a Legislativo, onde já exerceu cargo de presidente (Foto: Rogerio Morais)
Na Sessão Ordinária desta semana, realizada nesta segunda-feira (04) foi realizada a posse de Claudete Druzian, a sindicalista retorna a Câmara após ter ficado na posição de primeira suplente na coligação Com a Força do Povo (PSB/PT). Hoje filiada ao Partido dos Trabalhadores Claudete mantêm o partido com uma vaga no parlamento municipal. Mesmo que não transferisse sua filiação a vaga seria garantida, afirmou ter mudado de partido por razões pessoais.
 
O presidente Vineton Oliveira (PP) deu posse a vereadora no início dos trabalhos da sessão e ela foi a primeira a usar a tribuna. Em seu discurso afirmou ser uma honra estar voltando a atividade no Legislativo, cumprimentou colegas e público que prestigiava sua posse, entre ele familiares, companheiros de partido e o agora assessor do deputado Paulo Pimenta (PT-RS) e vereador licenciado Paulo César.
 
 
Em entrevista ao fim da sessão Claudete afirmou ser muito gratificante estar do Partido dos Trabalhadores e que isso, de certa forma, representa uma espécie de volta suas origens, e uma forma de não esquecer das raízes e da sua caminhada e luta.
 
 
 Além do mais disse ser gratificante que através do seu reingresso ao Legislativo possa ser registrado novamente uma representante mulher. Ela agradeceu vereador Paulo César que pensou muito nessa questão, tendo inclusive afirmado em várias oportunidades que o seu afastamento iria, de certa forma fazer justiça e corrigir uma falha que foi a ausência de mulheres na atual Legislatura. Partiu inclusive do assessor do deputado Paulo Pimenta o convite para que a Claudete se filiasse ao PT. A vereadora disse que aceitou por achar também importante que o PT mantivesse uma cadeira na Câmara, momento que lembrou de destacar que por ser suplente de uma coligação, não precisaria mudar de partido para assumir o cargo. Afirmou que na sua decisão particular pela mudança, não houve nenhum tipo de problema na relação com PSB inclusive afirmou que o que houve foi um entendimento de forma natural e amigável. Lembrou que a campanha foi conjunta e que o projeto é o mesmo. Ela ainda reconheceu que será necessário um grande esforço para bem representar o vereador Paulo César as mulheres e toda a comunidade.
 
 
Ainda na tribuna, lembrou que um projeto ideal para um município precisa ser conjunto que contemple toda a comunidade, e não só um pequeno grupo, assim como as pessoas dos bairros, que em sua maioria são aquelas que necessitam mais ainda das melhorias e da presença do poder público. O papel como vereadora, segundo ela,  é tentar melhorar a vida das pessoas,  buscar alternativas,  além de fiscalizar o papel dos agentes e do poder público.  

Afirmou que o tempo que ficou fora a fez enxergar muitas coisas, e sem desmerecer nenhuma administração ela acha que o administrador tem que ter um pouco mais de responsabilidade e ousadia, apostar mais em suas fichas e ser mais empreendedor, ter um olhar grandioso sobre a comunidade sobre a sua população e é isso o que será exigido e buscado pela vereadora. 

Fonte: Grupo Fronteira Missões