Comissão aprova serviço de oncologia regional no Hospital de Santo Ângelo
12 de março de 2018 às 11:22
Comissão aprova serviço de oncologia regional no Hospital de Santo Ângelo
Os municípios que integram a 12ª Regional de Saúde serão beneficiados (Foto: João Silvestre)
A região missioneira está muito próxima de conquistar um serviço de especialidade médica pelo SUS dos mais importantes e necessários. Nesta semana, a Comissão Intergestora Bipartite da Secretaria de Saúde do Estado aprovou o projeto de implantação do atendimento em oncologia no Hospital Santo Ângelo. Agora, o processo segue para avaliação final do Ministério da Saúde, assim que a portaria com essa decisão da comissão for publicada no Diário Oficial, o que deve ocorrer na próxima.
 
Para o deputado Eduardo Loureiro, essa é uma das maiores lutas em prol da saúde pública na região, sendo pauta de inúmeras reuniões com o secretário de Saúde João Gabardo dos Reis para destravar a questão. Atualmente, os moradores dos 24 municípios que compõem a 12ª Coordenadoria Regional de Saúde que necessitam atendimento oncológico precisam se deslocar a Ijuí ou Santa Rosa. De acordo com o responsável pela coordenaria, Iuri Sommer Zadolotski, a região atende dois pré-requisitos para pleitear o credenciamento junto ao governo federal, ter mais de 290 mil habitantes e registrar 900 casos novos de câncer ao ano.
 
O provedor do Hospital Santo Ângelo, Odorico Bessa Almeida, comemora essa etapa superada e diz que o atendimento em oncologia vai consolidar ainda mais a instituição como referência regional em saúde pública. Os municípios que integra a 12ª Regional de Saúde são: Bossoroca, Caibaté, Cerro Largo, Dezesseis de Novembro, Entre-Ijuís, Eugênio de Castro, Garruchos, Guarani das Missões, Mato Queimado, Pirapó, Porto Xavier, Rolador, Roque Gonzales, Salvador das Missões, Santo Ângelo, Santo Antônio das Missões, São Borja, São Luiz Gonzaga, São Miguel das Missões, São Nicolau, São Pedro do Butiá, Sete de Setembro, Ubiretama e Vitória das Missões.
 
 

Por João Silvestre

Fonte: Assessoria de Imprensa do deputado Eduardo Loureiro